Irão os resultados da Microsoft ajudar no sentimento das big-tech 🔌🖱

14:42 24 de janeiro de 2023

A gigante do Silicon Valley Microsoft (MSFT.US) apresentará seus resultados do quarto trimestre de 2022 após a sessão de hoje nos EUA. Wall Street espera o crescimento de receita mais lento em quase 6 anos. O que esperar dos resultados da Microsoft e no que os analistas vão prestar atenção? Um relatório melhor do que o esperado daria aos mercados a esperança de que os relatórios de outras BigTechs pudessem superar as expectativas.  

Previsões  

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real Teste a DEMO Download mobile app Download mobile app

Receita: US$ 52,96 bilhões (crescimento de 2,4% a/a)  

Lucro por ação (EPS): US$ 2,30 contra US$ 2,48 no quarto trimestre de 2021 (queda de 9% a/a)  

Os analistas esperam que o aumento dos gastos com cloud computing (Azure) por empresas atingidas pela inflação desacelere e afete os negócios de alta margem da Microsoft. O fim da pandemia (menor procura por trabalho e educação remotos) trouxe menor procura pela cloud e software (Windows) devido à queda nas vendas de PCs (as remessas globais de PCs caíram 29% no quarto trimestre); De acordo com estimativas do Vesible Alpha, o Azure deve crescer 31% no quarto trimestre (o menor crescimento desde que a Microsoft começou a reportá-lo, em 2015). No terceiro trimestre de 2023, o crescimento do Azure desacelerou para 35%, de 50% no ano anterior, e parece que um resultado superior a 35% a/a hoje satisfaria o mercado; O clima na indústria de tecnologia antes da temporada de resultados não é dos melhores, o que pode ser devido a uma onda de cortes de empregos devido à desaceleração projetada. A Microsoft anunciou demissões de 10.000 funcionários (menos de 5%) e cortou gastos com TI, embora, na visão dos analistas, a demanda por serviços e produtos da empresa continue alta.

Avaliações dos analistas sobre as ações da Microsoft (MSFT.US) em 19 de janeiro de 2023. Os touros prevalecem claramente e o número de recomendações de compra não mudou significativamente desde 2021. Fonte: capital.com

Cloud computing 

  • Os analistas da RBC Captital Markets observaram que muitas empresas estão a desacelerar a migração de dados para a nuvem e a negociar o preço dos planos existentes. Preocupações com a procura também foram expressas por analistas do UBS, segundo os quais os dados mais fáceis de mover para a nuvem já existem. Na semana passada, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, indicou que as empresas estão a ser cautelosas por causa das preocupações com a recessão;
  • O risco de recessão continua a afetar as operações de milhares de empresas, razão pela qual a Microsoft já anunciou que espera que as receitas da 'computação em nuvem' desacelerem. Os analistas estarão a prestar atenção especial aos anúncios da empresa para o restante de 2023, durante o qual uma recessão não está descartada nos EUA. Por outro lado, o negócio de nuvem está em uma tendência de alta de longo prazo, e um colapso total na demanda em meio aos avanços tecnológicos permanece improvável.

Inteligência artificial  

  • A Microsoft está a cortar custos e a investir em novos projetos que possam consolidar ou aumentar a sua vantagem competitiva no longo prazo. Os analistas prestarão atenção especial ao OpenAI (ChatGPT) porque a empresa fez investimentos sem precedentes em inteligência artificial nos últimos meses; De acordo com a Wedbush Securities, o investimento em IA é um movimento estratégico da Microsoft porque mais casos de uso resultarão em uma procura sem precedentes por inteligência artificial, e ferramentas de busca mais avançadas podem tirar participação de mercado da Alphabet (GOOGL.US) ao longo do tempo. Ainda assim, o custo por consulta do ChatGPT é muito superior ao da concorrência; A Microsoft planeja aumentar seu investimento na OpenAI em $ 10 bilhões adicionais, momento em que receberá 75% da participação nos lucros da empresa até o retorno total de seu investimento, após o qual reterá 49%; Ainda não está claro se a aquisição da gigante de jogos Activision Blizzard (ATVI.US) pela Microsoft por US$ 75 bilhões se concretizará diante dos comentários antitrust dos reguladores (FTC). 

Ações da Microsoft (MSFT.US), intervalo D1. A média do SMA200, que gira em torno de US$ 255, ainda é a principal resistência. Por outro lado, podemos ver que o preço formou uma base forte em torno de US$ 220, pela qual, em caso de resultados bem-sucedidos, os touros podem seguir para um novo teste do SMA200. Fonte: xStation5

Partilhar:
Voltar

Forex e CFDs são produtos alavancados e podem resultar em perdas que excedem seus depósitos. Por favor, certifique-se de entender completamente todos os riscos. Esta página não foi criada para investidores residentes no Brasil. Esta corretora não é autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"), mas é regulada por supervisores fora do Brasil. O conteúdo desta página não é caracterizado como uma oferta de investimento no Brasil ou para investidores residentes nesse país.

As perdas podem exceder os depósitos