Cobertura no mercado de ações - proteção de investimentos

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real TESTAR A DEMO Download mobile app Download mobile app

O que é hedging (cobertura)?

A regra n.º1 do lendário investidor Warren Buffet diz: "Nunca perca dinheiro". E a regra n.º2 diz: "Nunca se esqueça da regra n.º1". Investidores de longo prazo e bem-sucedidos percebem que proteger os seus lucros atuais costuma ser muito mais importante do que gerar lucros futuros.

E é aqui que o hedge entra em jogo. A cobertura é uma técnica de investimento usada para limitar o risco de alterações de preço que nos forem desfavoráveis, por exemplo preços das ações, por meio de transações opostas nos derivados. Ao contrário da maioria das técnicas de investimento, o hedge não tem por objetivo gerar lucros, mas reduzir perdas.

Talvez pareça um pouco confuso, mas na prática esta técnica é muito popular entre os investidores e de fácil aplicação.

CFD como instrumento de cobertura de transações

Neste texto, focaremos principalmente a cobertura no mercado de ações, que consiste em garantir os preços das ações por meio da venda de contratos por diferença (CFDs). Esses contratos são escolhidos por um motivo: pela sua inegável vantagem sobre outros derivados, graças à disponibilidade e à alta flexibilidade em termos de seleção do volume que queremos transacionar. Além disso, os CFDs estão disponíveis para uma grande diversidade de instrumentos de base (até à data da publicação deste texto, existiam 1678 CFDs para ações disponíveis na XTB e 42 CFDs para índices de ações), algo que facilita a proteção tanto de posições individuais como de portfólios inteiros de ações.

Deve-se notar também que os CFDs são instrumentos alavancados, portanto a exposição ao capital necessária para abrir e manter a transação de cobertura é menor. Tendo isto em vista, os CFDs podem ser uma ferramenta útil para reduzir o risco em condições de incerteza nos mercados.

Vamos supor que um investidor possui ações de uma empresa e deseja proteger-se contra uma descida repentina do seu preço. Portanto, o investidor vende um CFD sobre as ações da empresa pelo mesmo valor nominal. Em tal situação, desde que o investidor tenha uma posição aberta, a volatilidade nos preços das ações desta empresa não afetará o portfólio do investidor. Isso acontece porque a cada redução do valor da ação, a posição de venda (posição curta) sobe (e vice-versa), e o investidor não perde os benefícios de deter um determinado valor mobiliário (dividendos, direitos de voto numa empresa).

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real TESTAR A DEMO Download mobile app Download mobile app

Se tivermos ações de uma dúzia de empresas e desejarmos proteger-nos contra a queda do valor dessas ações, a sua venda e resgate subsequente podem ser problemáticos. Para cobrir esse portfólio, podemos abrir posições curtas CFDs de cada ação, mas também vale a pena considerar uma posição curta num CFD com base em todo o índice. Assim, reduzimos significativamente os custos de cobertura, uma vez que pagamos uma comissão de abertura apenas para uma e não para várias posições. Também é digno de nota que a alavancagem de CFDs baseadas em índices (máximo de 1:20) é frequentemente maior do que a alavancagem de CFDs baseada em ações individuais (máximo de 1:5)

Ao fazer hedge de ações, especialmente com CFDs no índice, a seleção de um volume adequado de transações é muito importante, e é por isso que gostaríamos de analisar alguns exemplos.

Exemplo 1

Vamos examinar um caso em que o investidor possui no seu portfólio ações de quatro grandes empresas alemãs do índice DAX30:

O valor atual do portefólio é de cerca de 50.000 euros. Como mencionámos acima, este é um caso em que o investidor não deseja vender as ações, mas sim proteger-se da incerteza do mercado. Um CFD no índice DAX, ou seja, o instrumento DE30 disponível na XTB, pode ser aqui usado para a cobertura. No aspecto principal, ou seja, na seleção do volume de transações de cobertura, somos apoiados pela calculadora disponível na plataforma xStation 5, que já nos faz a maioria dos cálculos.

Fonte: xStation 5

Como vemos na janela anterior, a posição que deve limitar o risco terá um valor nominal de 50.494€, e o volume necessário para abrir uma transação desse tipo é de 0,16 lotes. Note-se que, para manter tal posição, precisamos de um depósito de margem no valor de apenas 2524,70€, e seu custo é de apenas uma comissão de 3,60€ para a abertura da transação.

Exemplo 2

Só para ter a certeza, vamos examinar também o mesmo caso para um portfólio de empresas de tecnologia dos EUA:

O valor das ações neste portfólio é de cerca de 25.000$. Todas as empresas acima são integrantes do índice NASDAQ, portanto, para a transação de hedge, podemos usar um CFD nesse índice. Na xStation, aparece com o nome de US100.

Para os cálculos, novamente usaremos a calculadora incorporada na xStation:

Fonte: xStation 5

Como vimos acima, a posição de hedge terá um valor nominal de 24.643,94$, e o volume necessário para abrir essa transação é de 0,16 lotes. Neste exemplo, para manter essa posição, precisamos de um depósito de margem no valor de apenas 1232,20$, e seu custo é uma comissão de 3,20$ para a abertura da transação.

Cobertura de moedas

Também vale mencionar o hedge como forma de proteção contra alterações no valor das ações, não devido à alteração do seu preço no mercado, mas devido à alteração na taxa de câmbio da moeda em que essas ações estão listadas.

Vejamos então quais são as transações que deveremos fazer para cobrir o nosso investimento do risco de câmbio. Neste exemplo, transacionamos em euros e desejamos comprar ações listadas nos EUA:

  • comprando USD com EUR
  • comprando ações por USD

Na venda das ações, respetivamente:

  • vendendo ações com dólares 
  • vendendo USD por EUR

A plataforma de transações da xStation converte automaticamente a moeda, compra ou vende a quantidade certa da moeda necessária em nosso nome. No entanto, precisamos de ter em mente que o valor do investimento depende da taxa de câmbio durante toda a duração do investimento - com o aumento dos preços em EUR-USD, o valor do investimento diminui (o EUR aprecia e o USD deprecia) e vice-versa. Para reduzir o risco de taxa de câmbio nesse caso, basta abrir uma posição de compra (longa) em CFD no EUR-USD.

A calculadora de investimentos incorporada na plataforma xStation 5 novamente ajuda-nos a selecionar o volume de transação apropriado, definir o depósito de margem e calcular os custos da nossa transação de cobertura. Como podemos ver no exemplo a seguir, a cobertura de uma posição no valor de 50.000€ exigiria um depósito de 1665€, e o custo de abertura dessa transação é de apenas 4,01€.

Fonte: xStation 5

Aqui, devemos mencionar os pips (pontos de swap) resultantes da diferença na taxa de juros da moeda - no exemplo acima, eles são positivos para uma posição de venda, o que significa que todos os dias, o valor da nossa posição de venda rende adicionalmente 2,53 EUR.

Conclusão

A cobertura de investimentos entre investidores profissionais é uma técnica de investimento muito popular, usada principalmente para garantir lucros já auferidos e para limitar o risco. Atualmente, na era do fácil acesso à informação e a todos os tipos de instrumentos financeiros, basicamente todos os investidores podem aplicar esta técnica simples e eficaz. Por fim, deve-se enfatizar que esta não é uma ferramenta perfeita - a cobertura nunca eliminará completamente os riscos de investimento, mas poderá limitá-los em certo grau.

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real TESTAR A DEMO Download mobile app Download mobile app

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.