A importância da macroeconomia

5 minuto(s)

Uma grande parte da análise fundamental consiste em analisar publicações de dados macroeconómicos. Mesmo havendo alguns indicadores que têm mais impacto que outros, quando são divulgadas publicações que surpreendem o mercado – quer por excederem ou ficarem aquém das expectativas -, este pode tornar-se extremamente volátil.

Nesta aula, vamos aprender:

  • Que dados tendem a ter maior impacto nos mercados financeiros
  • Como um aumento no preço de consumo pode impactar as ações, moedas e outros instrumentos
  • Porque é que o crescimento económico é importante para investidores de todo o mundo

Uma grande parte da análise fundamental consiste em analisar publicações de dados macroeconómicos. Mesmo havendo alguns indicadores que têm mais impacto que outros, quando são divulgadas publicações que surpreendem o mercado – quer por excederem ou ficarem aquém das expectativas -, este pode tornar-se extremamente volátil.

Comecemos, então, por introduzir os indicadores macroeconómicos mais importantes que podem guiar o mercado.

Emprego – o pulso da economia

Talvez um dos indicadores mais importantes para diagnosticar a saúde de uma economia seja o emprego. Isto porque é um indicador que influencia todos os aspetos da atividade económica, da oferta à procura.

As taxas de desemprego mostram a percentagem de mão de obra que se encontra desempregada, mas que está ativamente à procura de emprego e que está disponível para trabalhar. Um aumento contínuo dos níveis de desemprego manifesta uma situação económica em deterioração, que os mercados financeiros veem como um sinal negativo, e, por isso, a moeda poderá desvalorizar. Normalmente, o mercado conclui que quanto mais alto for o nível de desemprego, mas fraca será a moeda.

Empregos não relacionados com a agricultura (Non-farms)

Nos Estados Unidos, uma das mais importantes publicações dos tempos modernos são os US non-farm payrolls (empregos não relacionados com a agricultura). Na primeira sexta-feira de cada mês, pelas 14:30, são publicados dados sobre os empregos criados nos setores que não a agricultura, bem como qual a taxa de desemprego do mês anterior.

Uma vez que o consumo equivale a quase 70% da atividade económica dos EUA, o estado do mercado laboral é de extrema importância para o bem-estar geral de um país. Um crescimento dos non-farm payrolls (NFP) acima das expectativas indica que o mercado laboral dos EUA está a fortalecer, melhorando as perspetivas sobre a economia do país e gerando, assim, um efeito positivo no dólar e nas ações americanas.

Já um crescimento dos non-farm payrolls (NFP) mais fraco do que o expectável ou até mesmo uma perda de empregos pode enfraquecer a economia dos EUA e originar um declínio do dólar e das ações americanas. Pode também desencadear um aumento no preço do Ouro, caso os investidores procurem este metal precioso como porto de abrigo.

Inflação – é essencial para a tomada de decisões dos bancos centrais

O principal objetivo dos bancos centrais é promover a estabilidade dos preços numa economia. A estabilidade de preços mede-se conforme as alterações na inflação, por isso, há investidores que monitorizam a inflação através de relatórios, em busca de pistas sobre o futuro rumo das políticas dos bancos centrais.

IPC - ou Índice de Preços no Consumidor – é muito provavelmente o indicador mais importante da inflação. É uma estimativa estatística concebida utilizando os preços de uma amostra representativa de alguns itens, que são periodicamente recolhidos. O IPC mede o aumento dos preços de bens e serviços e é calculado para diferentes categorias e subcategorias.

Se a publicação do IPC mostrar um valor mais elevado que a expectativa, isto significa que a pressão na inflação está elevada e que o banco central pode aumentar as taxas de juros, o que poderá resultar num aumento do valor da moeda.

Regra geral, os bancos centrais tentam contrabalançar um aumento na inflação com taxas de juro mais altas, o que pode levar a um fortalecimento da moeda. Uma baixa taxa de inflação, por outro lado, será contrabalançada com baixas taxas de juro, o que pode levar ao enfraquecimento da moeda.

PIB – o espelho de uma economia

PIB - ou Produto Interno Bruto – é o indicador mais abrangente do estado da economia de um país e mostra o total valor de mercado de todos os bens e serviços produzidos num determinado ano. O PIB impacta as finanças de cada cidadão, investimentos e o crescimento do emprego. Os investidores olham para o crescimento de um país ou da economia e decidem se devem ajustar a distribuição dos seus ativos. Fazem também uma comparação entre o crescimento de vários países a fim de perceber onde estão as melhores oportunidades. Esta estratégia inclui comprar ações de empresas de países em rápido crescimento. Por exemplo, se vir que o PIB da Alemanha está a aumentar de forma rápida e que essa economia ultrapassa outras, pode comprar um CFD com base no DE30 (tendo como base o Dax subjacente, é o Índice da Bolsa de Valores Alemã), uma vez que poderá ter um valor mais elevado que a bolsa de valores de outros países.

Ultrapassar as distrações no mercado

A cada dia, praticamente de hora a hora, são publicados inúmeros dados macroeconómicos – é fácil, por isso, sentir-se assoberbado. No entanto, como trader que é, tem de aprender a ver quais são as informações que vão influenciar as posições que tem abertas e quais são as que vale realmente a pena considerar. No início da sua jornada de trading, é importante focar-se nos três indicadores acima referidos antes de aprofundar outros dados tais como o nível de confiança dos consumidores, inquéritos às empresas ou até dados sobre vendas a retalho.

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.