Destaques da manhã, por André Pires

04:59 29 de maio de 2020

Ontem, depois de uma sessão atribulada, com os investidores a ponderarem entre as esperanças de recuperação económica pós-Covid e o agravamento das tensões sino-americanas, os índices de Wall Street acabaram por fechar no vermelho. 

O sentimento pessimista pesa esta manhã sobre o mercado e a sessão europeia abre em queda. O Dax tenta manter-se acima dos 11600 pts, enquanto o índice francês testa o suporte dos 4700 pts.

Os investidores preparam-se para absorver o discurso do presidente Trump, o qual falará numa conferência de imprensa sobre a posição que pretende tomar em relação à China (a hora do evento é incerta). Ontem, o governo chinês aprovou a polémica lei de segurança que tanto indignou os habitantes de Hong Kong. 

Para além disso, a China diz que quer uma reunificação pacífica com Taiwan, a qual nunca declarou-se oficialmente independente dadas as ameaças do governo comunista chinês. O caso remonta ao final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, quando comunistas e nacionalistas entraram em guerra. Depois de terem sido derrotados pelas forças comunistas de Mao Tsé-tung, em 1949, os líderes do Partido Nacionalista refugiaram-se na ilha de Taiwan, onde fundaram uma república. A China, contudo, considera Taiwan uma província integrada ao seu território, ainda que rebelde.

O Presidente dos EUA assinou uma ordem executiva destinada a limitar a censura das empresas de redes sociais nos conteúdos publicados pelos utilizadores. 

O Reino Unido pretende criar um grupo de 10 países para procurar alternativas ao fornecimento do 5G da China.

Os tumultos em Minneapolis (EUA) agravam-se, com uma agência policial incendiada durante a noite. Os tumultos desencadeados pela morte de um homem sob restrição policial provocaram uma onda de revolta noutras cidades, como Nova York e Denver. A Guarda Nacional dos EUA foi enviada para ajudar a conter a violência dos protestos. O aproveitamento político dos democratas está a polarizar os confrontos, e o vandalismos assume proporções perigosas. 

O EURUSD conseguiu cruzar o limite superior dos 1,08-1,10 no início desta semana. O movimento ascendente ganhou impulso e o par está a testar agora o nível dos 1.11. Este é o nível mais alto do EURUSD desde 30 de março! O Euro disparou depois da apresentação do fundo de resgate da Comissão Europeia.

No calendário económico de hoje, embora o esperado discurso de Donald Trump possa vir a ser o evento do dia, às 16:00 Jerome Powell, da Fed, prestará declarações que poderão ter impacto especialmente no mercado Forex.

A record number of new coronavirus cases was reported yesterday. Source: worldometers, XTB Research

Partilhar:
Voltar

Negociar CFDs em uma base alavancada envolve uma quantidade significativa de risco. Eles podem não ser adequados para todos, por isso, certifique-se de entender completamente todos os riscos. Esta página não foi criada para investidores residentes no Brasil. Esta corretora não é autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"), mas é regulada por supervisores fora do Brasil. O conteúdo desta página não é caracterizado como uma oferta de investimento no Brasil ou para investidores residentes nesse país.

Forex e CFDs são produtos alavancados e podem resultar em perdas que excedem seus depósitos. Por favor, certifique-se de entender completamente todos os riscos. Esta página não foi criada para investidores residentes no Brasil. Esta corretora não é autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"), mas é regulada por supervisores fora do Brasil. O conteúdo desta página não é caracterizado como uma oferta de investimento no Brasil ou para investidores residentes nesse país.

As perdas podem exceder os depósitos

×