Petróleo cai 2%, apesar do anúncio das autoridades Chinesas

07:17 7 de dezembro de 2022

Os preços do petróleo permanecem hoje sob pressão, apesar de a China anunciar um enorme alívio das restrições da Covid. Embora o levantamento das restrições ao movimento e às viagens na segunda maior economia do mundo seja certamente positivo para os preços do petróleo, uma vez que aponta para a recuperação da procura na China, os preços do petróleo não conseguiram apanhar uma proposta hoje. O Brent e o WTI estão a cair mais de 2%, com o WTI a registar perdas superiores a 12% desde o máximo relativo atingido no dia 1 de Dezembro de 2022. O colapso dos preços do petróleo é a prova mais evidente de quão fortes são os receios de recessão nos mercados. Notícias positivas para os preços do petróleo, como a reabertura chinesa, o limite de preços do G7 ou os planos da Rússia para estabelecer limites mínimos de preços para as vendas internacionais de petróleo, estão a ser ignorados pelos comerciantes com preocupações sobre a condição da economia global sendo agora um factor-chave para os preços do petróleo.

Ao analisarmos para o gráfico do Brent no intervalo D1 (OIL), podemos ver que o preço aprofundou as quedas hoje e voltou a bater novos mínimos. A próxima zona de suporte a ser acompanhada será marcada pelos 76 dólares por barril.

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real Teste a DEMO Download mobile app Download mobile app

Fonte: xStation5

Partilhar:
Voltar

Forex e CFDs são produtos alavancados e podem resultar em perdas que excedem seus depósitos. Por favor, certifique-se de entender completamente todos os riscos. Esta página não foi criada para investidores residentes no Brasil. Esta corretora não é autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"), mas é regulada por supervisores fora do Brasil. O conteúdo desta página não é caracterizado como uma oferta de investimento no Brasil ou para investidores residentes nesse país.

As perdas podem exceder os depósitos