Vão os resultados da Microsoft ajudar no sentimento das tecnológicas? 🔌🖱

13:52 24 de janeiro de 2023

O gigante do Silicon Valley Microsoft (MSFT.US) apresentará os seus resultados do 4º trimestre de 2022 após a sessão de negociação de hoje nos EUA. Wall Street espera um crescimento de receitas mais lento em quase 6 anos. O que esperar dos resultados da Microsoft e qual vai ser a atenção dos analistas? Um relatório melhor do que o esperado daria aos mercados a esperança de que os relatórios de outras BigTechs poderiam superar as expectativas.

Previsões

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real Teste a DEMO Download mobile app Download mobile app

Receitas: 52,96 mil milhões de dólares (2,4% de crescimento anual)

Lucros por ação (EPS): $2,30 vs. $2,48 no 4º trimestre de 2021 (queda de 9% em relação ao mesmo período)

  • Os analistas esperam que o aumento das despesas em cloud computing (Azure) por parte das empresas atingidas pela inflação abrande e atinja as margens da Microsoft. O fim da pandemia (menor procura de trabalho remoto e educação) trouxe o arrefecimento da grande procura de cloud computing e software (Windows) devido a menores vendas de PCs (os envios globais de PCs caíram 29% no quarto trimestre).

  • De acordo com estimativas Vesible Alpha, espera-se que o Azure cresça 31% no quarto trimestre (o crescimento mais baixo desde que a Microsoft começou a relatá-lo, em 2015). No terceiro trimestre de 2023, o crescimento do Azure abrandou para 35% em relação aos 50% do ano anterior, e parece que um resultado superior a 35% y/y hoje em dia satisfaria o mercado;

  • O sentimento na indústria tecnológica antes da época de resultados não foi o melhor, o que pode ser devido a uma onda de cortes de empregos devido ao abrandamento previsto. A Microsoft anunciou despedimentos de 10.000 funcionários (menos de 5%), e cortes nas despesas com IT, embora, aos olhos dos analistas, a procura de serviços e produtos da empresa permaneça elevada.

As classificações dos analistas nas acções da Microsoft (MSFT.US) a partir de 19 de Janeiro de 2023. Os bulls prevalecem claramente, e o número de recomendações de compra não se alterou significativamente desde 2021. Fonte: capital.com

Cloud computing 

  • Analistas da RBC Captital Markets observaram que muitas empresas estão a atrasar a migração de dados para a nuvem e a negociar o preço dos planos existentes. As preocupações sobre a procura foram também expressas por analistas do UBS, segundo os quais os dados mais fáceis de migrar para a nuvem - já lá estavam. Na semana passada, Satya Nadella, CEO da Microsoft, indicou que as empresas estão a ser cautelosas devido a preocupações com a recessão;

  • O risco de recessão continua a afectar as operações de milhares de empresas, e é por isso que a Microsoft já anunciou que espera que as receitas da "cloud computing" abrandem. Os analistas estarão particularmente atentos aos anúncios da empresa para o resto de 2023, durante os quais não está excluída a possibilidade de uma recessão nos EUA. Por outro lado, o negócio da nuvem está numa tendência ascendente a longo prazo, e um colapso completo da procura no meio dos avanços tecnológicos continua a ser improvável.

Artificial intelligence

  • A Microsoft está a cortar custos e a investir em novos projetos que poderiam consolidar ou aumentar a sua vantagem competitiva a longo prazo. Os analistas prestarão especial atenção ao OpenAI (ChatGPT) porque a empresa fez investimentos sem precedentes em inteligência artificial nos últimos meses;

  • Segundo a Wedbush Securities, o investimento em AI é um movimento estratégico da Microsoft porque mais casos de utilização resultarão numa procura sem precedentes de inteligência artificial, e ferramentas de pesquisa mais avançadas poderão tirar quota de mercado à Alphabet (GOOGL.US) ao longo do tempo. Ainda assim, o custo por consulta para o ChatGPT é muito mais elevado do que a concorrência;

  • A Microsoft planeia aumentar o seu investimento no OpenAI em mais 10 mil milhões de dólares, altura em que receberá 75% da quota de lucro da empresa até ao retorno total do seu investimento, após o que reterá 49%;

  • Ainda não está claro se a aquisição pela Microsoft de 75 mil milhões de dólares da gigante do jogo Activision Blizzard (ATVI.US) se concretizará face aos comentários antitrust dos reguladores (FTC).

Acções da Microsoft (MSFT.US), intervalo D1. A média SMA200, que ronda os 255 dólares, continua a ser a principal resistência. Por outro lado, podemos ver que o preço formou uma forte base em torno de $220 pela qual, em caso de resultados bem sucedidos, os touros podem dirigir-se para um novo teste à SMA200. Fonte: xStation5

Partilhar:
Voltar

Forex e CFDs são produtos alavancados e podem resultar em perdas que excedem seus depósitos. Por favor, certifique-se de entender completamente todos os riscos. Esta página não foi criada para investidores residentes no Brasil. Esta corretora não é autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"), mas é regulada por supervisores fora do Brasil. O conteúdo desta página não é caracterizado como uma oferta de investimento no Brasil ou para investidores residentes nesse país.

As perdas podem exceder os depósitos