Abertura do Mercado - 27 de Junho de 2019

08:01 27 de junho de 2019

Por Carla Maia Santos

Team Leader & Senior Account Manager

 

As bolsas europeias abrem indecisas, depois de notícias positivas em relação à possibilidade de um acordo entre os EUA e a China.

A reunião do G20 aproxima-se 'a passos largos' e o presidente Donald Trump retoma a sua retórica negocial habitual com a China. Ora está perto de alcançar um acordo, ora muito longe de atingir um acordo e as bolsas negoceiam 'ao som' das palavras de Trump. Ontem foi o dia de dizer que o acordo com a China é possível de ser alcançado durante o fim-de-semana ou irá aumentar impostos nos restantes bens. Correm notícias de que os dois países estão em negociações para evitar taxar 300 000 M USD de bens chineses. Também Steven Mnuchin, Secretário do Tesouro Americano, diz que estão a atingir os 90% do acordo com a China.

Mas, nesta indefinição, o dólar ganha força, corrigindo dos mínimos do mês e o EURUSD corrige dos máximos relativos, levando o ouro a perder força.

As bolsas lateralizam a aguardarem notícias definitivas em relação aos impostos entre China e EUA.

Em Portugal, a Sonae Capital reage em alta, porque a nível técnico, está a testar o forte suporte dos 0.69 EUR, cotação que nunca foi quebrada em baixa, desde 2017. Esta zona foi testada diversas vezes desde então mas encontrou sempre força compradora. A notícia de que a Quaero Capital reforçou a sua posição para mais de 5% está a defender as entradas compradoras. 

A Galp também reage em alta, com a subida do preço do petróleo com as tensões entre EUA e Irão a aumentarem e depois dos stocks dos EUA terem caído mais do que o esperado. A notícia de que o Bank os New York Mellon reforçou a sua posição para mais de 2% também gera confiança nos investidores particulares.

Declaração de Risco

A X-Trade Brokers Dom Maklerski S.A. não se responsabiliza por decisões de investimento que se baseiem em informações contidas nestes conteúdos. Nenhuma da informação aqui contida deverá ser entendida como recomendação de investimento, garantia de lucro ou de risco significativamente menor. Os investimentos baseados no uso de produtos derivados com alavancagem financeira são, por natureza, especulativos e poderão resultar tanto em lucros como perdas significativas, as quais poderão superar os montantes inicialmente depositados.

Partilhar:
Voltar

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

×