Abertura do Mercado - 8 de Agosto de 2019

08:15 8 de agosto de 2019

Por Carla Maia Santos

Team Leader & Senior Broker

A volatilidade nos mercados mantém-se e os fatores de incerteza também.

Apesar de a guerra comercial continuar bastante 'viva', os dados da balança comercial chinesa surpreenderam pela positiva, mostrando que as exportações aumentaram mais do que o esperado em julho (3.3% vs -2%) e que as importações continuam também acima do esperado. Os dados macroeconómicos mostram assim alguma resistência às tensões entre os dois gigantes comerciais.

A China ajudou o sentimento económico, mantendo o yuan nos níveis acima dos 7 yuans por dólar. Mas os sinais de alerta mantêm-se.

As yields das obrigações americanas a 10 anos caíram mais do que as yields a 3 meses, criando uma curva das yields invertida, sinal histórico de recessão. Com a queda das yields, o setor bancário fica pressionado, tanto o norte-americano, como o europeu, com as yields das obrigações alemãs e portuguesas a caírem.
Vemos assim a banca norte-americana, como o Bank of America, Wells Fargo ou o Citigroup, a recuarem até aos 4%.

O BCP segue esta tendência e testa o forte suporte dos 21 cêntimos.

A ajudar a esta quebra está também a expetativa de cortes futuros das taxas de juro, pelos Bancos Centrais, entre eles o BCE, reduzindo ainda mais a margem de ganho do setor.

A expetativa de que a FED volte a cortar as taxas já em setembro aumentou.
 

A Índia e a Tailândia cortaram já as taxas de juro e a Nova Zelândia surpreendeu ao cortar as taxas em 50 pb, mostrando que as economias estão na sua globalidade  a precisar de estímulos para combaterem o abrandamento global.

Nesta instabilidade, o ouro dispara em alta, visto como ativo de refúgio e toca em valores de 2013 e o petróleo reage em baixa, esperando menor procura com o agravar do crescimento económico global.

A EDP é a empresa que mais valoriza no PSI20, com as notícias de ontem. A entidade reguladora do Brasil aprovou a alteração de tarifários da EDP Espírito Santo, detida em 51% pela EDP. Esta alteração, aumenta as receitas da EDP ES para 979 M Reais, face aos anteriores 862 M Reais. Este ganho expressivo leva a EDP a disparar em alta.  
 

Declaração de Risco

A X-Trade Brokers Dom Maklerski S.A. não se responsabiliza por decisões de investimento que se baseiem em informações contidas nestes conteúdos. Nenhuma da informação aqui contida deverá ser entendida como recomendação de investimento, garantia de lucro ou de risco significativamente menor. Os investimentos baseados no uso de produtos derivados com alavancagem financeira são, por natureza, especulativos e poderão resultar tanto em lucros como perdas significativas, as quais poderão superar os montantes inicialmente depositados.

Partilhar:
Voltar

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

×