Negociar a tendência

  • Guias
4 minuto(s)

Uma das frases mais populares no mundo do trading, que já deve ter ouvido muitas vezes, é que “a tendência é sua amiga” (em inglês: “the trend is your friend”).

Isto quer dizer que se deve negociar na direção que apresenta menos resistência, ou seja, na direção da tendência predominante. Imagine uma onda em direção à praia: o mais fácil para um trader é aproveitar e ir na crista da onda, não nadar contra ela.

É claro que uma tendência pode mudar a qualquer momento, mas pode usar indicadores técnicos para tentar localizar o ponto no qual é mais provável a tendência mudar de direção.

Nesta aula, vai aprender:

  • Porque é que a tendência é amiga de qualquer trader
  • Como identificar se no mercado a tendência é alta, baixa ou lateral
  • Como desenhar uma linha de tendência no gráfico
     

Uma das frases mais populares no mundo do trading, que já deve ter ouvido muitas vezes, é que “a tendência é sua amiga” (em inglês: “the trend is your friend”).

Isto quer dizer que se deve negociar na direção que apresenta menos resistência, ou seja, na direção da tendência predominante. Imagine uma onda em direção à praia: o mais fácil para um trader é aproveitar e ir na crista da onda, não nadar contra ela.

É claro que uma tendência pode mudar a qualquer momento, mas pode usar indicadores técnicos para tentar localizar o ponto no qual é mais provável a tendência mudar de direção.

Alta, baixa, lateral

Todos os mercados financeiros se movimentam em duas direções distintas: para cima ou para baixo. Quando os mercados não apresentam uma tendência alta ou baixa, estão, então, a mover-se lateralmente, e há uma batalha contínua entre quem compra e quem vende. Identificar corretamente o tipo de tendência do mercado num dado momento pode ajudar a que apresente fortes oportunidades com diretrizes transparentes.

Um mercado em ascensão

Se um mercado estiver a crescer, pode querer comprar nesse mercado e negociar com base na tendência predominante, ou seja, poderá querer negociar na direção que apresenta menos resistência. O importante será escolher o momento certo para abrir uma posição de compra. Idealmente, vai querer comprar ao preço mais baixo possível, de forma a maximizar a sua vantagem. Alguns traders podem esperar por um recuo (uma pequena queda no mercado), mas isto acarreta o risco de se esperar demasiado para entrar no mercado, o que pode fazer com que perca a possibilidade de ganhar mais.

Um mercado em ascensão, também conhecido como um mercado em tendência positiva ou mercado ‘touro’, mostra uma série de subidas e descidas altas. Por outras palavras, cada baixa (suporte) é mais alta que a anterior.

Um mercado em queda
Contrariamente, se um mercado está em queda, pode querer vender nesse mercado. Para maximizar os seus potenciais lucros, precisaria de entrar nesse mercado no valor mais alto possível, para poder, assim, maximizar quaisquer movimentos descendentes no preço.

Um mercado em queda, também conhecido como um mercado em tendência negativa ou mercado ‘urso’, cria subidas e descidas sempre mais baixas.

Como identificar uma tendência

Os analistas técnicos tradicionais dizem que durante uma tendência positiva existem subidas mais altas, porque os compradores estão em maioria e impulsionam os preços, e que as descidas são mais altas porque os traders continuam a comprar cada vez mais cedo nas quebras. Isto também se aplica às tendências de queda: as descidas são mais baixas quando o excedente de compra arrasta os preços para valores mais baixos e as subidas são mais baixas porque os traders vendem mais cedo e os compradores não mostram tanto interesse. É por isso que a forma mais fácil de identificar uma tendência é ligar dois pontos altos ou dois pontos baixos que identificou no gráfico com uma linha.

A tendência é sua amiga – até deixar de se verificar

No entanto, nem sempre os mercados negoceiam em tendências claras 24 horas por dia, 7 dias por semana. Qualquer mercado passa por períodos de estabilização, conhecidos como tendências laterais.

Um mercado move-se lateralmente quando está num ponto de indecisão e os compradores ou vendedores estão num impasse. Estes agentes testam-se mutuamente, mas não surge nenhum total consenso. Nesses momentos, os traders podem seguir duas potenciais estratégias: manter-se dentro de uma faixa de negociação ou esperar por uma quebra.

Como pode ver no exemplo abaixo, o EUR/USD estava a negociar lateralmente antes de ter sido estabelecida uma tendência descendente e os vendedores se sobreporem aos compradores, levando a uma descida nos preços.

Quando se identifica uma tendência

Um dos aspetos mais importantes a considerar quando se identifica uma tendência é o seu horizonte temporal. Normalmente, quando analisa uma tendência de longo-prazo, vai utilizar um espaço temporal de longo-prazo e não de curto-prazo. No entanto, para questões intradiárias, os horizontes temporais mais curtos são mais relevantes.

Os grandes traders comerciais podem ter interesse nos resultados de uma empresa ou moeda durante certos meses ou até anos. Já para os traders de retalho, um gráfico semanal pode ser utilizado como referência de “longo-prazo”.

Deixar-se levar na onda da tendência

Por definição, a análise de tendências baseia-se no historial dos movimentos de preço. Isto significa que os traders olham para o passado para prever o futuro.

Saber a direção da tendência ajuda, de facto, a decidir a posição que pretende assumir, mas lembre-se que os mercados tendem a movimentar-se em ondas. Essas ondas chamam-se ondas de impulso quando na direção da tendência e ondas corretivas quando contrárias à tendência.

Ao contar as ondas ou os focos de cada onda, pode tentar antecipar se a oportunidade de trading vai ao encontro da tendência ou contra ela.

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.