Psicologia no trading

  • Começar a negociar
4 minuto(s)

Um dos erros mais comuns cometido pelos traders – tanto pelos principiantes, como pelos mais experientes – é subestimar o impacto das emoções nos seus comportamentos e atitudes de trading. Existe uma linha ténue entre entusiasmo e desilusão; ganância e satisfação. O principal objetivo de um trader é controlar as emoções e seguir o seu plano de trading, que deve ajudar a minimizar os efeitos das emoções negativas e positivas.

Nesta aula, vai aprender:

  • Que tipo de emoções pode sentir enquanto negoceia
  • Por que razão controlar as emoções é essencial para ser bem-sucedido nas suas negociações
  • O que o pode ajudar a controlar as suas emoções
     

Um dos erros mais comuns cometido pelos traders – tanto pelos principiantes, como pelos mais experientes – é subestimar o impacto das emoções nos seus comportamentos e atitudes de trading. Existe uma linha ténue entre entusiasmo e desilusão; ganância e satisfação. O principal objetivo de um trader é controlar as emoções e seguir o seu plano de trading, que deve ajudar a minimizar os efeitos das emoções negativas e positivas.

O poder da mente

Os traders profissionais bem-sucedidos sabem que o maior inimigo que têm é a sua própria mente. As emoções como o medo ou a ganância são mais poderosas a criar prejuízos do que quaisquer forças do mercado. Assuntos por resolver podem revelar-se se o trader estiver aborrecido, assustado ou preocupado. Por esta razão, os traders que estão empenhados em ter sucesso a longo prazo lidam com os seus problemas psicológicos e emocionais e esforçam-se por treinar a sua disciplina. Este esforço é um trabalho tão exigente como a fase de pesquisa e desenvolvimento da carreira de um trader.

Aqui estão algumas das típicas emoções perigosas no trading e como as conquistar

  • Esperança
    Todos os traders esperam que as suas negociações sejam bem-sucedidas e que tenham interpretado o mercado corretamente. Mas a esperança pode ser enganadora, especialmente quando o preço se move contra si. Tenha atenção a isto e siga a sua estratégia. Quando os preços se movem de forma a demonstrar que as razões pelas quais abriu aquela negociação estão erradas, deve procurar fechar a negociação no melhor preço possível. Há sempre a hipótese de essa negociação vir a ser lucrativa, mas regra geral, o melhor a fazer é eliminar as perdas o mais cedo possível. Pode sempre voltar a entrar na posição quando houver sinais que apoiem a sua previsão inicial.

  • Medo
    Sentir medo quando está prestes a entrar numa negociação é relativamente comum, especialmente para principiantes. A maioria do medo no trading tem como fundamento a possibilidade de vir a sofrer prejuízos. Mas tem de aceitar que as perdas são inevitáveis quando negoceia e que não deve deixar que o medo o impeça de aproveitar as oportunidades. Se negociar continuar a deixá-lo temeroso, então talvez seja mais útil olhar para períodos de tempo mais longos. Lembre-se que negociar está muito ligado a probabilidades – quando analisa o mercado, está à procura de uma potencial negociação que lhe dê maior possibilidade de ter sucesso, e não de fracasso. Por isso quando encontra uma oportunidade, por que razão deve ouvir o medo? Deve gerir o risco e exposição, negociar com uma stop loss, e eliminar as suas perdas quando a negociação se move na direção oposta.

  • Ganância
    Esta é possivelmente a pior emoção para alguns traders. A ganância pode fazê-lo andar atrás do mercado, sofrer perdas, negociar em excesso e, pior que tudo, convencê-lo a esquecer as suas táticas. Crie um plano de trading e siga-o. Alguns traders sentem que se não escreverem as suas regras, é mais difícil segui-las – se o fizer, terá um lembrete visual cada vez que abrir uma nova posição.

Altos e baixos

Os mercados nem sempre se comportam de forma consistente ou com os mesmos padrões – por isso, os traders estão sempre a aprender. Existem períodos nos quais os ciclos do mercado mudam e demora mais tempo reconhecer novos padrões. É importante ultrapassar estes períodos através de uma gestão de risco proativa e de poupanças prudentes, mantendo uma determinação em não se deixar desanimar e excluir novos conhecimentos. Uma excelente forma de prever o sucesso de longo-prazo de um trader é perceber a sua capacidade de, nos momentos lucrativos, se preparar para os tempos de maior escassez.

Um plano de trading pode ser a resposta

Negociar pode ser difícil a nível emocional, especialmente quando os preços se movem de forma rápida e consegue observar os seus lucros e perdas a flutuar rapidamente. Este impacto nas suas emoções pode levá-lo a fazer negociações impulsivas, nas quais as emoções lideram, e não a lógica ou a racionalidade. É por isso que criar um plano de trading pode ser extremamente útil para o ajudar a manter-se concentrado na estratégia que delineou para cada negociação. Porquê? Porque nessa situação, abriria ou encerraria uma negociação apenas se houvesse um estímulo específico. Seguir esse plano faz com que não haja lugar para as emoções.

Deixe as emoções de lado

A melhor forma de se proteger contra as emoções no trading, garantindo que não impactam negativamente as suas decisões, é tratar o trading como uma empresa. Tem de criar um plano e estratégia de trading detalhados para cada posição que assume e seguir as regras do seu plano. Mesmo os melhores traders incorrem perdas – faz parte. O mais importante a fazer quando sofre, de facto, uma perda é aprender com ela, para que não repita os mesmos erros e possa prosseguir para a próxima potencial oportunidade.

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.