🚀Inflação atinge máximos dos últimos 40 anos

14:51 12 de janeiro de 2022

A taxa de inflação permanece elevada - será que pode afetar os mercados em 2022❓

Retomemos a junho de 1982, quando o ouro ainda era negociado a $350 por onça após um impressionante rally dos anos 70, o S&P 500 está a 110 pontos e as yields das obrigações estão a 14%. E, curiosamente, a inflação está a 7%, a mais alta em 4 meses, mas abaixo dos 14,8% de março de 1980. Este foi o último período em que a inflação esteve tão elevada nos EUA. 

A inflação nos EUA é a mais elevada dos últimos 40 anos. será que pode afetar os mercados em 2022? Fonte: Macrobond, XTB Research

Quando a inflação ultrapassou a marca dos 4% em Abril de 2021, a Fed chamou-lhe de "transitória" e optou por não agir. Foi interpretado como uma situação pontual causada pelas variações anuais nos preços dos combustíveis (depois de todos os contratos sobre os preços do petróleo terem atingido valores negativos em Abril de 2020). Esta abordagem provou ser irresponsável. A economia dos EUA já estava em plena expansão, alimentada por transferências fiscais e reabertura pós-pandémica. Mesmo que o fogo fosse acendido pelos preços do petróleo, rapidamente se alastrou a outras categorias. Automóveis (novos e usados), equipamento, mobiliário, tudo isto porque continua a existir uma grande procura e dificuldades do lado da oferta causadas pelas restrições da COVID em todo o mundo.

Atualmente, a inflação está nos 7% e a Fed precisa de intervir. Este será, de facto, o caso. Ainda em Novembro, a Fed não quis discutir a subida das taxas de juro. Hoje, não só já se fala disso, como também se fala de uma redução do "balance sheet", uma ferramenta (pense na impressão inversa do dinheiro) que foi utilizada pela última vez em 2018, contribuiu para o abrandamento e causou turbulências no mercado.

Todas as principais categorias estão a contribuir para a inflação. Este será um problema para a Fed. Fonte: Macrobond, XTB Research

Por falar em mercado, os investidores permanecem cautelosos. Recorde-se que em 1982 as yields das obrigações a 10 anos eram de 14%, agora são quase 10 vezes mais baixas! Sim, a Fed fala em subida das taxas de juro e redução do "balance sheet", mas continua a imprimir (mesmo que isto esteja prestes a terminar) e as taxas permanecem em mínimos.

O US100 é o mercado mais sensível às políticas da Fed. Houve um susto na segunda-feira, mas o índice está de novo em alta. Fonte: US100: Plataforma XTB

Declaração de Risco

A XTB S.A. não se responsabiliza por decisões de investimento que se baseiem em informações contidas nestes conteúdos. Nenhuma da informação aqui contida deverá ser entendida como recomendação de investimento, garantia de lucro ou de risco significativamente menor. Os investimentos baseados no uso de produtos derivados com alavancagem financeira são, por natureza, especulativos e poderão resultar tanto em lucros como perdas significativas. Esteja ciente de que dados de desempenho anteriores não são um indicador fiável de desempenho futuro.

Partilhar:
Voltar

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 72% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 72% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.