O que é a Análise Fundamental?

  • Ações
12 minuto(s)
O que é a análise fundamental e como pode ajudar ao investir nos mercados financeiros? Saiba mais sobre trading fundamental (em acções, Forex, CFDs) com XTB!

Neste artigo irá aprender:

  • Do que se trata a análise fundamental
  • Como é que o mercado reage aos fatores fundamentais
  • Relatórios económicos importantes para acompanhar
  • Exemplos de trades baseadas em análise fundamental

Os mercados estão constantemente a registar flutuações nos preços  - mas porquê? Quais são os fatores por detrás destas flutuações? Por que razão os investidores decidem comprar um determinado ativo e/ou vender outro? Estas flutuações são explicadas por fatores fundamentais. 

Do que se trata a análise fundamental?

A análise fundamental baseia-se no pressuposto de que todos os ativos devem ser valorizados corretamente. Por isso, os investidores estão constantemente a questionar-se: "será que o preço deste ativo faz sentido?”. Os investidores também estão sempre à procura de oportunidades que mostrem que os ativos apresentem sinais de subvalorização. Por outro lado, se alguns mercados permanecerem sobrevalorizados, também podem posicionar-se curtos, beneficiando assim com a descida dos preços.

As condições fundamentais estão sempre a mudar. Por exemplo, se a empresa divulgar resultados melhores do que o esperado, espera-se que o preço das suas ações valorize. Da mesma forma, quando a economia de um país está em expansão e os dados económicos recebidos superam as expectativas, espera-se que o índice bolsista desse país reflita o bom desempenho da economia. Por outro lado, dados piores do que o esperado de certas empresas ou países devem ser vistos como fatores negativos para os preços dos ativos. A análise fundamental pode ser aplicada em diferentes tipos de mercados, e não se destina apenas a ações. A verdade é que a componente fundamental tem um impacto tremendo nos diferentes tipos de mercados, incluindo índices, matérias-primas e moedas. 

Fatores fundamentais e índices

Os índices de ações dependem geralmente das condições macroeconómicas, mas também de condições individuais das ações cotadas nos índices. Por conseguinte, os traders que se baseiam na análise fundamental analisam os vários indicadores económicos de um país para se perceber se a economia está a crescer ou a contrair. Se a economia estiver em expansão, as empresas são capazes de gerar lucros mais altos. Neste cenário, as perspectivas para as empresas e para a economia em geral melhoram e espera-se que as bolsas reflitam esse otimismo e prosperidade.

Por outro lado, a inflação elevada é vista como um fator negativo para os índices bolsistas. Os Bancos Centrais tendem a intervir na economia quando os preços sobem demasiado depressa, através do aumento das taxas de juros que podem provocar períodos de maior volatilidade nos mercados financeiros.

Fatores fundamentais e matérias-primas

No que diz respeito às matérias-primas, a análise fundamental baseia-se nas variações entre a oferta e a procura. É por isso que os investidores estão constantemente a avaliar relatórios importantes que refletem a procura global de certas matérias-primas, bem como relatórios sobre a oferta ou inventários. A relação chave que dita os preços das matérias-primas pode ser representada através de duas fórmulas simples:

Procura > Oferta →  Preço aumenta

Procura < Oferta →  Preço diminui

O fornecimento de algumas mercadorias depende de fatores como o clima, greves de produção, tecnologia, ou política governamental. No que diz respeito aos mercados petrolíferos, o fornecimento é também afetado pelas decisões tomadas pelo cartel da OPEP. Para além disso, os investidores prestam atenção aos dados sobre os stocks (inventários) que indicam o nível da procura. Por exemplo, um aumento dos stocks superior ao esperado indica uma procura mais fraca e pode ser visto como negativo para o preço da mercadoria. 

Além disso, é importante notar que como os preços das principais matérias-primas são fixados em dólares americanos, geralmente os preços das mercadorias tendem a cair quando o dólar americano valoriza. Como resultado, as taxas de juro nos Estados Unidos são também de grande importância para os preços das mercadorias, uma vez que se espera que o dólar valorize em ambientes de taxas de juros mais altas.

Fatores fundamentais e mercado cambial (Forex)

O mercado do Forex é influenciado por vários relatórios económicos. Geralmente existem dois cenários fáceis de compreender que apresentam a forma como as moedas reagem aos dados económicos:

  1. Crescimento do emprego → fortes vendas a retalho → aumento da inflação → aumento das taxas de juro → impacto positivo para a moeda 
  2. Quebra do emprego → fracas vendas a retalho → diminuição da inflação → descida das taxas de juro → impacto negativo para a moeda

No primeiro caso, um ambiente em que a economia esteja em expansão acaba por conduzir a taxas de juro mais elevadas, apoiando a moeda. 

No segundo caso, num ambiente de crescimento económico mais lento ou mesmo a uma recessão, as taxas de juro ficam mais baixas, o que é negativo para a moeda. 

Lembre-se de que no mercado cambial envolve sempre duas moedas de duas economias diferentes. Os dados económicos do Japão podem ser bons, mas se os dados para os Estados Unidos forem ainda melhores, o dólar americano pode valorizar em relação ao iene japonês (aumento do USD/JPY).

Eventos macroeconómicos importantes

  • NFP (Non-farm payrolls) - número de americanos empregadOs nos Estados Unidos durante o mês anterior - um valor superior ao esperado é considerado como positivo para a moeda (USD neste caso). Obviamente, cada país tem o seu próprio relatório de emprego. 
  • Decisões da Fed - o aumento das taxas de juro é considerado positivo para a moeda (USD neste caso), enquanto que a redução das taxas de juro é considerada negativa para a moeda.
  • Relatórios sobre a inflação - uma inflação mais elevada do que o esperado é geralmente considerada positiva para a moeda local, já que significa que os bancos centrais podem considerar aumentar as taxas de juro.
  • Relatórios do PIB - à medida que a economia cresce, as empresas geram lucros mais elevados e as pessoas ganham mais, o que pode potencialmente levar a um aumento dos índices bolsistas e a uma moeda mais forte.
  • Vendas a retalho - fortes vendas a retalho sugerem que a economia está em expansão, o que poderia levar a dados do PIB melhores do que o esperado e, por sua vez, a uma moeda mais forte e ao avanço dos preços das ações.
  • Produção industrial - fornece informação sobre a mudança no volume de produção no setor industrial, que faz parte do relatório do PIB. A forte produção industrial é vista como positiva para a moeda e para o mercado de ações local. 
  • PMI industrial - dados de inquéritos das empresas. Geralmente, dados acima dos 50 pontos são vistos como positivos para a moeda e para o mercado de ações, mas também se pode prestar atenção à taxa de variação (aumento do PMI tomado como positivo).
  • PMI de serviços - dados de inquéritos das empresas. À semelhança do PMI industrial, dados acima de 50 pts são vistos como positivos para a moeda e para o mercado de ações, enquanto que os dados abaixo de 50 são vistos como negativos. A taxa de variação é também crucial.

Exemplos de trades baseadas em análises fundamentais

Exemplo 1 - US100

  • Caso: um trader suspeita que os dados do PIB dos Estados Unidos apresentem uma melhoria superior à esperada. 
  • Reação: Os índices reagem em alta após a divulgação dos dados
  • Explicação: um sinal do otimismo dos investidores sobre as perspectivas da economia. 

Um trader decide abrir uma posição longa em US100 - um CFD para um índice que reflete 100 maiores ações americanas de tecnologia cotadas no mercado organizado. Para abrir uma posição longa, um trader deve escolher um volume apropriado e clicar no botão verde que pode ser encontrado no canto superior esquerdo do gráfico - uma execução instantânea é a forma mais rápida de colocar qualquer negociação. O botão verde mostra sempre um preço ao qual se pode entrar numa posição curta.

Esteja ciente de que os dados apresentados se referem aos dados de desempenho passados e que não são um indicador fiável do desempenho futuro.

Exemplo 2 - DE30

  • Caso: um trader suspeita que os dados de emprego da Alemanha ficarão aquém das expectativas. 
  • Reação: As ações cotadas na bolsa de valores alemã deverão cair.
  • Explicação: preocupações sobre o mercado de trabalho que normalmente refletem a "forma" da economia. 

O trader decide abrir uma posição curta em DE30 - um CFD para um índice que reflete as 30 maiores ações alemãs cotadas no mercado organizado. Se os seus pressupostos estiverem correctos e as ações caírem após a divulgação dos dados do mercado de trabalho, a posição tornar-se-á rentável.

Esteja ciente de que os dados apresentados se referem aos dados de desempenho passados e que não são um indicador fiável do desempenho futuro.

Os traders podem abrir posições curtas diretamente através do separador "Market Watch" na plataforma xStation 5. Para o fazer, deve apenas clicar no botão "vender". Em alternativa, pode apostar que alguns índices irão subir - depois basta clicar no botão "comprar". Estas posições funcionam exatamente da mesma forma, o que significa que pode apostar tanto na apreciação como na depreciação de vários instrumentos financeiros. Fonte: xStation5

Exemplo 3 - Petróleo

  • Caso: um trader suspeita que os inventários de petróleo dos EUA irão aumentar mais do que se esperava, implicando uma procura mais fraca. 
  • Reação: Os mercados das matérias-primas devem encarar tal fenómeno como negativo para os preços do petróleo. 
  • Explicação: os dados apresentam uma redução na procura de petróleo.

O trader decide abrir uma posição curta no OIL.WTI, apostando que os preços do WTI irão corrigir em baixa.

Para entrar curto no OIL.WTI, pode clicar no botão "vender", executando assim a posição no mercado. Obviamente, não precisa de possuir nenhum instrumento subjacente enquanto negoceia CFDs - basta apostar que os preços do petróleo vão cair. Fonte: xStation5

Exemplo 4 - Ouro

  • Caso: A Reserva Federal decidiu aumentar as taxas de juro devido ao aumento inesperado da inflação.
  • Reação: O dólar americano valoriza, enquanto que o preço do ouro deverá cair.
  • Explicação: Aumento das taxas de juro nos Estados Unidos deverão apoiar o USD, colocando os preços do ouro sob pressão (e também de outras mercadorias importantes).

Esteja ciente de que os dados apresentados se referem aos dados de desempenho passados e que não são um indicador fiável do desempenho futuro.

Exemplo 5 - EUR/USD

  • Caso: A inflação nos Estados Unidos aumentou de 3% para 4% enquanto que os mercados esperavam um aumento de apenas 3,5% - a inflação aumenta a um ritmo mais rápido do que o previsto. 
  • Reação: Um dólar americano mais forte acaba por colocar o par EUR/USD sob pressão. 
  • Exemplos: Um aumento dos níveis da inflação significa que a Fed poderia considerar taxas de juro mais elevadas - isto é geralmente positivo para a moeda (neste caso, USD).

Esteja ciente de que os dados apresentados se referem aos dados de desempenho passados e que não são um indicador fiável do desempenho futuro.

Resumo

Em resumo, os mercados reagem a vários dados económicos que têm um impacto tremendo em termos fundamentais - e este têm um papel dominante na formação dos preços dos ativos. Portanto, os investidores e traders prestam muita atenção ao calendário económico e tentam fazer uso dele enquanto negoceiam. 

Os fatores fundamentais são importantes na análise do mercado, no entanto, é de notar que no processo de tomada de decisão muitos fatores devem ser tomados e não garantem um movimento de mercado específico.

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro.

A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro.

A X-Trade Brokers Dom Maklerski S.A. não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros, realizada com base nas informações contidas nesta comunicação de marketing.

Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros.

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.