Abertura de Mercado por Carla Maia Santos

08:38 3 de setembro de 2019
No dia de hoje a libra destaca-se ao tocar em mínimos de 2017, face ao dólar.
 
Hoje o parlamento do Reino Unido vai debater a possibilidade de um novo adiamento do Brexit, se o primeiro-ministro Boris Johnson, não chegar a um acordo.
Nesta instabilidade, a libra face ao dólar tocam no suporte criado pelos mínimos de janeiro de 2017, pressupondo a possibilidade de criar um duplo fundo, a nível técnico.
Johnson tornou claro, que se o parlamento o desafiar vai entrar em eleições antecipadas, a 14 de outubro, podendo levar o par cambial GBPUSD a fazer um novo mínimo.
 
Hoje serão divulgados os dados do PMI dos EUA, dados macroeconómicos de alto impacto, o que sugere volatilidade nos mercados aquando a sua divulgação, às 15h.
 
Portugal
 
  • Em Portugal, a Pharol continua a dominar as perdas no PSI20, acompanhando a desvalorização da brasileira OI, uma vez que tem uma participação de 5% na empresa de telecomunicações brasileira e fica dependente da sua evolução.
 
  • A Jerónimo Martins, quebrou ontem em alta, a forte resistência dos 15 Eur mostrando agora potêncial para continuar a sua escalada. No entanto, o investidor deve estar atento às notícias do efeito dos novos impostos sobre o setor do retalho na Polónia.
 
  • O BCP negoceia na 'linha de água', depois de uma queda vertiginosa que começou em julho, altura em que cotava nos 0.28 Eur. O BCP testa agora mínimos de setembro de 2017, entre os 0.18/0.19 Eur.
A reunião do BCE, a 13 de setembro, poderá determinar a evolução do banco português e dos europeus. Tenta-se perceber se o BCE vai avançar com mais medidas de estímulo, se vai baixar as taxas de juro para taxas negativas pela primeira vez na história europeia, ferindo a rentabilidade bancária e colocando em cheque a cotação do BCP e com que medidas de quantitative easing poderá avançar, para estímular a economia europeia.
 
 
 

Declaração de Risco

A X-Trade Brokers Dom Maklerski S.A. não se responsabiliza por decisões de investimento que se baseiem em informações contidas nestes conteúdos. Nenhuma da informação aqui contida deverá ser entendida como recomendação de investimento, garantia de lucro ou de risco significativamente menor. Os investimentos baseados no uso de produtos derivados com alavancagem financeira são, por natureza, especulativos e poderão resultar tanto em lucros como perdas significativas, as quais poderão superar os montantes inicialmente depositados.

Partilhar:
Voltar

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

Os CFDs são PRIIPS, a sua compreensão poderá ser difícil e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 77% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A.

×