Bitcoin continua a ser negociado de forma lateral 📌

14:02 24 de novembro de 2022

O sentimento no mercado cripto melhorou ontem, na sequência da publicação das minutas da última reunião da FOMC e em relação à Genesis Capital, que confirmaram uma parceria com o banco de investimento Moelis. No entanto, a Bitcoin continua a consolidar e continua com dificuldades em ultrapassar acima dos 17.000 dólares, sinalizando que nem todos os problemas causados pelo FTX são coisa do passado:

  • A Bybit está a criar um fundo de investimento de 100 milhões de dólares para apoiar clientes institucionais durante um período difícil para a indústria cripto. A Bybit irá oferecer 10 milhões de dólares aos criadores de mercado e gestores de contas na sua plataforma;
  • O CEO da Binance, Chanpeng Zhao, disse numa entrevista hoje com a Bloomberg que vai atribuir mil milhões de dólares para comprar "projetos cripto em dificuldades" no meio do agravamento dos problemas de liquidez no mercado cripto;
  • A "CZ" também confirmou que a bolsa americana fará uma oferta pública de aquisição sobre a emprestadora de moeda criptográfica falida Voyager, em meio à retirada da FTX falida do negócio. Os relatórios já foram confirmados pela Bloomberg;
  • Anteriormente, a oferta de Binance foi colocada em espera no meio de preocupações de que iria colocar um problema de segurança nacional para os EUA. No entanto, Zhao salientou que a questão levantada de preocupação pelos interesses dos EUA eram rumores propagados pela FTX enquanto a própria "CZ" nunca os partilhou.

A controvérsia continua

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real TESTAR A DEMO Download mobile app Download mobile app
  • Os políticos russos sugeriram a possibilidade de lançar uma exchange nacional de criptos dentro da Bolsa de Valores de Moscovo. A Rússia está a trabalhar em alterações à lei existente "Sobre Activos Financeiros Digitais".  O esforço é alegadamente apoiado tanto pelo Ministério das Finanças russo como pelo Banco Central da Rússia. Diz-se que o interesse primordial que lhes está subjacente é uma iniciativa para maximizar as receitas fiscais provenientes da negociação de criptos;
  • Em Novembro, foi já introduzida na Rússia uma lei que legaliza a mineração de criptomoedas e a sua venda. Os miners que operam dentro das fronteiras da Rússia poderiam utilizar plataformas estrangeiras. Neste último caso, os controlos e regulamentos monetários russos não seriam aplicáveis, mas teriam de ser comunicados ao serviço fiscal russo. Os relatórios têm levantado preocupações no Ocidente sobre "branqueamento de capital de guerra", contornando as sanções e ajudando a financiar o regime de Putin;
  • Singapura lançou uma investigação sobre fraude da exchange Hodlnaut. A polícia estava a investigar as alegações de fraude por parte da empresa e dos seus directores. A exchange revelou no início deste mês que tinha mais de 13 milhões de dólares em fundos bloqueados na FTX. A Holdnaut congelou os levantamentos em Agosto, após ter alegadamente perdido quase $190 milhões de dólares devido ao colapso do projeto Luna.

O gráfico mostra o preço médio dos levantamentos de BTC da Binance por investidores detentores de mais de 1.000 BTC (conhecidos como baleias). A linha amarela mostra o preço médio de retirada desde meados de 2017, quando a Binance começou. Actualmente, situa-se nos $17,825, mostrando que é a primeira vez desde Março de 2020 que as baleias sofrem perdas não realizadas e, tal como outros investidores, "foram para debaixo de água".  Fonte: GlassnodeBitcoin gráfico de 1 hora. A principal cripto continua a  lateralizar. Os compradores estão claramente a recupera a tendência de alta, à medida que se aproximam da marca dos $17.000.
Neste momento, a SMA50 (linha preta) está servir como zona de suporte importante par ao preço, junto dos $16.000. Fonte: xStation5

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Partilhar:
Voltar

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 82% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 82% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.