Empresas produtores de urânio registam fortes quedas na última sessão!

15:17 22 de abril de 2022

Durante a sessão de ontem, observámos fortes movimentações das cotações das empresas produtoras de urânio. No entanto, o mercado ainda carece de informação sobre o que poderia ter estado por detrás do recente sell-off.

Fatores que são importantes de reter:

  • Ontem, os preços das ações do maior produtor "ocidental" de urânio Cameco (CCJ.US) caíram quase 10%, o maior perdedor foi o produtor americano Uranium Energy Corp, onde as quedas atingiram quase os 17%; 
  • Não foram divulgados dados importantes pudesse estar por detrás do recente sell-off, pelo que alguns investidores a longo prazo poderão interpretá-lo como apenas uma correção de curto prazo
  • O sector do urânio continua a ser caracterizado pelo excesso de volatilidade, e um número significativo de empresas ainda não iniciou a exploração e que estão à espera de licenças, tornando-o assim muito especulativo
  • As ações das empresas de urânio beneficiaram recentemente dos aumentos dos preços da matéria-prima devido a mudanças na política energética na Europa e nos EUA causadas pela invasão russa e políticas de redução de CO2. Ao mesmo tempo, a China e a Índia, pretendem expandir as suas frotas de reactores;
  • A administração norte-americana anunciou ontem a reabertura de seis reactores nucleares que estavam programados para serem encerrados. Devido à difícil situação no mercado da energia e à eficiência das centrais nucleares, as autoridades norte-americanas estão a alterar a política restritiva em relação à energia nuclear após Chernobyl e Fukushima. As vantagens de regressar à energia nuclear foram destacadas  no fórum mundial sobre o clima COP26, no qual participaram quase todos os líderes mundiais  e representantes do sector energético;
  • Os produtores de urânio dos EUA, o maior dos quais é a Uranium Energy Corp, aumentaram perante o embargo previsto pela administração Biden ao urânio russo e a listagem do urânio como um recurso estratégico dentro da Reserva Nacional de Urânio. O urânio transportado e enriquecido na Rússia nos últimos anos tem sido responsável pela maior parte do abastecimento dos EUA, enquanto que tem havido uma falta de produção interna do recurso, apesar dos ricos depósitos nos estados de Wyoming ou Texas;
  • A Uranium Energy Corp anunciou ontem que garantiu a entrega física de 400.000 libras de urânio ao abrigo de um programa através do qual a empresa já dispõe de 5 milhões de libras de matéria-prima protegida a um preço médio de 38 dólares por libra. A preços correntes de urânio superiores a 65 dólares, isto dá à empresa uma reserva estratégica e quase 125 milhões de dólares em lucros não realizados. A empresa não pretende vender matéria-prima física neste momento, porque espera avaliações mais elevadas;

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real TESTAR A DEMO Download mobile app Download mobile app

Gráfico Uranium Energy Corp (UEC.US), Gráfico de H4.

As ações da empresa subiram quase 150% desde o início do conflito, mas ontem as ações acabaram por registar fortes quedas e voltaram a testar a barreira psicológica dos 5 dólares, que coincide com a linha de tendência de alta.
Esta zona também coincide com os níveis de Fibonacci nos 38,2. No entanto, se os compradores não conseguirem recuperar o controlo do preço, então não se pode excluir a possibilidade de assistirmos a um novo movimento de baixa em direção à marca dos $4,20. Fonte: xStation 5

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Partilhar:
Voltar

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 82% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 82% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.