GBP recua, depois do governo Britânico ter anunciado uma redução dos impostos

11:12 23 de setembro de 2022

O Governo britânico revelou detalhes do seu chamado "mini orçamento". O seu objectivo é impulsionar o potencial de crescimento a longo prazo da economia do Reino Unido e inclui cortes fiscais maciços:

 

Comece a investir hoje ou teste gratuitamente uma conta demo

Abrir Conta Real TESTAR A DEMO Download mobile app Download mobile app
  • Redução da taxa básica do imposto sobre o rendimento de 20% para 19%
  • Taxa mais elevada de redução do imposto sobre o rendimento de 45% para 40%
  • O aumento do imposto sobre as sociedades para 25%, que deveria entrar em vigor no próximo ano, foi eliminado. O imposto sobre o rendimento das pessoas colectivas deverá permanecer inalterado em 19%.

 

Estes serão os maiores cortes fiscais no Reino Unido desde 1972 e espera-se que baixem a factura fiscal total em 27 mil milhões durante o próximo ano fiscal, crescendo para cerca de 45 mil milhões de libras esterlinas por ano fiscal 2026/27. O governo do Reino Unido confirmou igualmente que dará apoio às famílias que enfrentam contas de energia elevadas.

Embora as reduções fiscais estimulem a economia e devam ser positivas em termos monetários, a libra esterlina está hoje a sofrer um enorme impacto. Isto pode ser argumentado com uma grande incerteza - como serão financiados esses cortes de impostos? O Reino Unido planeia gastar muito dinheiro no apoio às famílias e empresas durante o próximo período de Inverno, mas ainda não sabe como planeia financiá-lo (os impostos inesperados, se forem impostos, cobrirão apenas parte das despesas planeadas). Um corte tão grande nas receitas fiscais só irá aumentar a incerteza sobre o financiamento.

EURGBP atingiu máximos de Fevereiro de 2021. Fonte: xStation5

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. - Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

Partilhar:
Voltar

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem. 81% das contas de investidores não profissionais perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este distribuidor. Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.